Congresso Judaico Latino-Americano participa da “Conferência de Doha” que teve como tema “Religião e Discursos de Ódio-Escritos e na Prática”

Nos dias 24 e 25 de maio aconteceu a “14º Conferência de Doha”, que abordou o tema “Religião e Discursos de Ódio-Escritos e na Prática”.

Claudio Epelman, diretor-executivo do Congresso Judaico Latino-Americano, que representou a entidade, ressaltou que desde suas formas mais inocentes, até os exemplos radicais, os discursos de ódio constituem exemplos de violência: “A radicalização e o extremismo violento, aqueles que derramaram tanto sangue em nome de algum Deus, são o produto de um processo que começa com um pouco de inocência e ignorância abundante”.

Ele prosseguiu: “A própria existência deste fórum é um testemunho do estado atual do mundo, mas também do seu potencial. Porque a verdade é que vivemos em um mundo quebrado. Nosso encontro é novidade, porque por mais natural que isso aconteça conosco, será incrível para os outros. É novidade porque ainda há aqueles que, de diferentes cantos do planeta, preferem a morte ao encontro. É notícia porque a paz ainda soa mais como utopia do que realidade. Sim, vivemos em um mundo quebrado. Mas tenho boas notícias: podemos consertá-lo. E é isso também que este espaço é um testemunho”.

FOTO: Claudio Epelman, diretor executivo do CJL, e Ibrahim Saleh, chairman do Doha Internacional – Centro para o Discurso Inter-Religioso

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Digite os caracteres da imagem no campo abaixo *