Tecnologia israelense carrega baterias em cinco minutos

bateria

A startup israelense StoreDot desenvolveu uma tecnologia que carrega a bateria em apenas cinco minutos (para celulares e carros elétricos, por exemplo) – sem risco de superaquecimento e perigos de explosões. O segredo: a substituição do grafite por nanomateriais especiais nas baterias de íon-lítio. Portanto, não se trata de um novo tipo de bateria, o que muda são os materiais.

O princípio fundamental para alcançar um carregamento mais rápido é a diminuição da resistência da bateria e o aumento das correntes elétricas. A StoreDot desenvolveu nanomateriais que revestem a bateria. “Esse revestimento é feito com moléculas proprietárias que sintetizamos a partir do zero em nossos laboratórios. Pode ser um polímero rico em lítio que atua como um aglutinante, por exemplo, bem como uma proteção feita com materiais inorgânicos ativos”, explica Myersdorf. A autonomia no dia a dia continua sendo a mesma, bem como a vida útil do produto.

O grande desafio para a StoreDot neste momento é o escalonamento de produção dos nanomateriais – mais caro do que a concorrência. “No entanto, quando aumentarmos a escala e começarmos a de fato produzir, o preço deve ser similar ao preço das baterias tradicionais atuais. Ela pode ser um pouco mais cara, talvez 10% a mais, por causa do processamento de partículas”, afirma o CEO.

A tecnologia para as baterias de smartphone está quase finalizada, mas ainda pode demorar um pouco mais de um ano para que a StoreDot venda seus componentes para o mercado. A intenção é disponibilizá-la em smartphones e powerpacks. Parceiros não faltam, entre eles a Samsung e a BP British Petroleum. O interesse de uma empresa de petróleo nessa tecnologia pode parecer estranho de início, mas a StoreDot está desenvolvendo essa mesma tecnologia para baterias de carros elétricos. A promessa é a mesma: carga completa em apenas cinco minutos, oferecendo 480 km de autonomia em um curto espaço de tempo. Essa realidade, no entanto, está um pouco mais distante: “Pode demorar mais alguns anos”, diz Myersdorf.

A StoreDot surgiu de um estudo acadêmico na Universidade de Tel-Aviv, em Israel, e foi fundada em 2012. No início, a ideia era experimentar nanomateriais para diferentes aplicações, como memória flash, displays, baterias, mas desde então a tecnologia foi alterada. Atualmente, a companhia tem 90 empregados, cerca de um terço deles são PhDs.

Fonte: Gismodo/Alessandro Feitosa Jr.
Imagem: StoreDot/Divulgação

adidas eqt   | adidas eqt 9317   | adidas eqt adv   | adidas eqt adv 9317   | adidas eqt adv pk   | eqt adv shoes   | eqt adv 93   | eqt adv 9317   | eqt adv black green   | eqt adv pk   | eqt support adv 93   | eqt support adv 9317   | eqt support adv black green   | eqt support adv pk   |